Reorientação do ensino no SUS: para além do quadrilátero, o prisma da educação

Resumo:  Propõe-se a reflexão sobre estratégias de reorientação da formação e dos processos de Educação Permanente em Saúde, por meio da observação de instâncias intersetoriais de gestão desses movimentos. Pondera-se sobre a disposição dos sujeitos sociais que integram o conhecido quadrilátero que representa os segmentos integrantes de tais processos (ensino, gestão, atenção e controle social), na dinâmica da formação/educação, representada pela figura. Considera-se que, com essa estrutura, o quadrilátero, por vezes, não se reafirma como tal, ora faltando elementos para encaixar os vértices, ora com a intervenção de outros elementos em um mesmo segmento, configurando-se o que pode-se definir como prisma, para além de quadrilátero. Reflexos são provocados pela ação do quadrilátero, contudo, ressalta-se que as relações dialógicas dos sujeitos geram oportunidades significativas de prismas que traduzem melhor a complexidade, a riqueza e a potência dos movimentos de educação na saúde.

Palavras-chave: Educação Continuada, Ensino, Serviços de Integração Docente-Assistencial, Sistema Único de Saúde

Autores: Carine Vendruscolo, Marta Lenise do Prado, Maria Elisabeth Kleba

Link de acesso: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/5420